18 de maio de 2011

R$ 10,2 mi são devolvidos da Assembleia Legislativa para a saúde no Paraná

Por: Jonas J. Berra

          Em meio a tanta maldade no mundo, alguma notícia boa precisa ser divulgada. Dentre elas, nessa postagem, dou particular atenção à economia feita durante 3 meses pela Assembleia Legislativa do Paraná, que repassou R$ 10,2 milhões ao Governo do Estado a fim de serem investidos em reformas de hospitais públicos. Isso mesmo, não é R$ 10 mil, mas R$ 10,2 milhões que voltam para o povo em benefícios.

"O presidente da Assembleia Legislativa, deputado Valdir Rossoni, acompanhado de deputados estaduais do Paraná, formalizou nesta terça-feira (17) a entrega ao governador Beto Richa de um cheque no valor de R$ 10 milhões, resultado da economia feita pela Assembleia após a reorganização administrativa promovida pela nova Mesa Executiva no primeiro trimestre de 2011. O dinheiro será integralmente investido pela Secretaria da Saúde em equipamentos e obras para a rede de hospitais próprios, que atendem várias regiões do Estado (...) A economia média mensal foi de R$ 3 milhões neste início de ano e a previsão é que chegue a R$ 40 milhões em um ano. Todos os recursos serão devolvidos ao Estado. "
(Fonte: Governo do Paraná - em: http://www.cidadao.pr.gov.br/mancheteunica.php?storyid=63737).

           Como a reportagem indica, trata-se de um ato simbólico praticado pela nova admnistração da Alep. Além dessa iniciativa podemos destacar a apontada pelo deputado Valdir Rossoni de mudar a rede televisiva, TV Sinal, que transmite a programação da Assembleia Legislativa, para a E-Paraná. Tal medida tambem reduzirá imensamente os gastos públicos.

Curiosidade:
Dentre as medidas para o corte de gastos estão:
1. Fim dos supersalários dos servidores;
2. Redução no número de cargos comissionados, que são aqueles nomeados pelos deputados (de 360 para 99);

2 comentários :

Everton Marcos Grison disse...

Reduziram o número de "ratos agarrados no queijo" e recalcularam os salários dos "lobos". Ótima notícia, mas deve ser encarada com atenção. Esta atitude foi sem dúvidas, uma prestação de contas com o povo, com as pessoas que pagam suas contas em dia e tem o DIREITO de receber satisfação de qual destino ganham os valores dos impostos cobrados. A Atenção que aponto se refere à aplicação efetiva deste dinheiro. Além de SABERMOS precisamos COBRAR que de fato ele vá para a saúde e renda frutos, pois se não cobrarmos, ele se transformará em carros de luxo para os ladrões disfarçados de "anjos".

Jonas J. Berra disse...

Voce tem razão Everton. Mas creio ser possivel, em determinados casos, ter confiança no poder público. Afinal, mesmo que sejam lobos, são lobos eleitos democraticamente. E não me venham dizer que não tem democracia aqui nesse país, pois sabemos que esse sistema político é o menos pior e utopias (como a de Thomas Morus) existem apenas na fantasia. Creio haver esperança para a política nesse país, ainda que a justiça seja lenta.