26 de março de 2011

Mortos de Khadafi X Mortos da Coalisão

Por: Jonas J. Berra

Vamos aos fatos, em:
http://www.telesurtv.net/secciones/noticias/90804-NN/al-menos-114-muertos--y-445-heridos-dejan-los-bombardeos-de-fuerzas-imperialistas-en-libia/ existe uma serie de comentários sobre as mortes na Líbia. Reproduzo uma parte abaixo:
A 114 muertos y 445 heridos aumentó la cifra de víctimas que han dejado los bombardeos sobre Libia efectuados desde el pasado fin de semana por las fuerzas imperialistas de Estados Unidos, Francia y Reino Unido, confirmó este viernes el Ministerio de Salud del país árabe. Mientras que el enviado especial de teleSUR a Trípoli, Jordán Rodríguez, informó sobre la activación intermitente de las baterías de defensa antiaérea. (...).

Tudo bem, mas outras fontes:
http://www.dw-world.de/dw/article/0,,14886194,00.html, indicam que:
A Federação Internacional de Direitos Humanos (FIDH) anunciou em Paris, nesta quarta-feira (02/03), que o número de mortos devido aos tumultos na Líbia poderia chegar a 3 mil. Diplomatas estimam esse número entre 1,5 mil e 2 mil.

Devido à brutalidade usada contra os manifestantes, uma sessão plenária da Assembleia Geral da ONU decidiu na noite da terça-feira excluir a Líbia do Conselho dos Direitos Humanos, com sede em Genebra. Mais de dois terços dos 192 países-membros da ONU votaram pela exclusão da Líbia. Essa é a primeira vez que as Nações Unidas agem dessa forma diante de um país-membro.

Pelo menos 8.000 pessoas já morreram nos confrontos na Líbia desde que a revolta contra o líder Muammar Khadafi começou, segundo divulgou nesta sexta-feira (25) o grupo de rebeldes em Benghazi. Segundo o porta-voz deles, Mustafa Geriani, porém, esse número pode ser bem maior, superando mesmo os 10.000 mortos.

"Em Trípoli, de onde não temos dados, sabemos que 1.200 pessoas foram sequestradas em suas casas - ativistas políticos e gente originária de Benghazi - e podem ser usadas como escudos humanos", afirmou Geriani. Ele também lembrou que só no último final de semana cerca de 120 pessoas morreram em Benghazi durante um confronto entre as tropas rebeldes e as forças aliadas ao governo líbio.

O que notamos é que canais como TeleSUR e Blogs muito envolvidos com governos de tendências comunistas, tentam de todas as formas colocar os ataques contra a Líbia como, exclusivamente, uma jogada dos EUA. Por outro lado temos fontes tão confiaveis quanto esses meios de comunicação que dão mais ênfase às atrocidades do ditador!

3 comentários :

Jonas J. Berra disse...

PS: Existem, ainda, argumentos de que as notícias que colocam khadafi como um ditador sanguinário são forjadas e manipuladas pela CIA a fim de derrubar o governo, pois em tal pais teria 3% do petróleo do mundo. Com esses argumentos, existem aqueles que não percebem a quantidade de pessoas que morrem e, asssim, falam como os militares norte-americanos nos bastidores, que não se importam muito com baixas civis desde que ganhem a guerra.

Ieda disse...

Tem gente que ainda não percebeu que os "aliados" nada mais são do que os imperialistas de sempre, que criam fatos, invadem, matam com o simples fim de dominar e manter aquela nação subordinada a suas vontades e ambições? Chega de submissão! Basta de miséria e fome! Chega de manipulação da mídia!

Jonas J. Berra disse...

Tem razão Leda. Teriamos, porém, que saber exatamente quem faz essas atrocidades e não simplesmente culpar um pais ou um orgão administrativo. Me parece meio vago apenas culpar os imperialistas. Imperialistas comandados por quem? pelo simples nome EUA ou por uma culta já dominante a décadas. Inclusive que derrubou as duas potências (Alemanha e Japao) que pretendiam dominar o mundo. O que seriamos nós se fossemos governados pelo fascismo ou pelo comunismo? ambos não passaram de regimes totalitários.